Carregando...
Carregando

Artigos

Diga-me se respondes aos e-mails, que Eu direi quem tu és...

Para ser sincero, estou cansado de receber mala direta, e-mail marketing e tantas outras formas de comunicação via web. Infelizmente algumas empresas e pessoas passam um bom tempo e gastam um considerável recurso financeiro, para tentar alcançar e provocar o interesse de prospect´s, acerca de seus produtos e serviços; mas quando recebem algum manifesto de interesse (TAMBÉM via e-mail) muitas delas nem sequer observam, não lêem, tampouco respondem . TANTO trabalho, para nada.

Recentemente recebi um e-mail de uma empresa, oferecendo-me algumas opções de treinamentos sobre PNL (Programação Neurolingüística). Fiquei realmente interessado, então, resolvi responder; enviando um e-mail para eles, num endereço destacado abaixo dos anúncios, colocado ali "por eles". Isso foi em meados de 10 de janeiro deste ano. Admiravelmente, recebi um telefonema nesta semana, 30 dias após, onde uma profissional interessava-se em apresentar-me algumas opções.

Trinta dias depois!

Outro fato ocorrera sobre uma empresa de COMUNICAÇAO, onde o diretor responsável por um departamento, estava - ou melhor, está negociando com minha empresa, uma possível realização de CONSULTORIA na área de HOLDING FAMILIAR. O fato é que, ele jamais responde aos e-mails que lhe envio. Para marcarmos a primeira reunião eu levei quase dois meses, e, somente consegui fazê-lo, após uma intervenção de um amigo que trabalha neste grupo.

Como pode numa empresa de comunicação um profissional não comunicar? Para que então ter o e-mail, o telefone? Se não usa, melhor não ter!

Bom, para alguns, o fato de não ler, entender, responder e agradecer aos e-mails que recebem pode até parecer normal. Mas para mim, se me mandam algum e-mail, penso que querem uma satisfação, uma resposta.

Já fiz grandes negócios por dar esta atenção, tão simples, humana, educada e profissional. Grandes negócios. Também estreitei grandes relacionamentos, hoje, amizades.

Então porque não dar importância a isso? É como ser chamado pelo nome e você não responder! Imagina numa oportunidade de trabalho, num concurso, cujas respostas fossem enviadas por e-mail; numa tarefa, enviada por seu superior! UFA! Melhor nem pensar nisso?

Não quero falar dos "FALE CONOSCO", onde constantemente "TESTO" a eficácia das empresas por meio desta ferramenta, muita das vezes elogiando o web site, a relevância desta empresa para o País, as atitudes sócio-ambientais que praticam, as premiações recebidas, e mesmo assim, muitas nem respondem.

Um dia um professor comentou para a turma que eu fazia parte no MBA: Quer saber se seu site, seu canal telemarketing, seu fale conosco, enfim, tudo que se dirige ao público -, funciona de verdade? Faça um teste. Ligue para ele! Envie um e-mail! Você poderá se orgulhar, ou, se decepcionar. Eu estou um pouco, confesso.

Mas creio nas pessoas, assim, penso que elas podem e vão melhorar! Acredito nas empresas e na força deste maravilhoso país, que negociam e são negociados, diariamente, por meio dos papéis, das pessoas e dos e-mails!

Sucesso a todos!

Roberto Rodrigues